Galeria de Fotos

Não perca!!

Bahia

Dançarino Cleidson Salustiano Francisco dos Santos, de 37 anos, morreu nesta quarta-feira (17), vítima de uma insuficiência hepática aguda (Foto: Reprodução)
Dançarino Cleidson Salustiano Francisco dos Santos, de 37 anos, morreu nesta quarta-feira (17), vítima de uma insuficiência hepática aguda (Foto: Reprodução)

Cleidson, o Barata, tinha 37 anos e estava internado há duas semanas

O dançarino Cleidson Salustiano Francisco dos Santos, de 37 anos, morreu nesta quarta-feira (17), vítima de uma insuficiência hepática aguda. O baiano, que era conhecido como Barata, foi internado há duas semanas com um quadro de leptospirose.

Segundo informações do 'Correio', o dançarino, que integrava o Centro de Estudos FitDance, segmento da Fitdance responsável pela criação das coreografias, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento de Brotas, mas foi transferido logo em seguida, no último dia 10, para o Instituto Couto Maia, em Águas Claras, por conta do quadro.

Cleison faleceu na madrugada desta quarta, por volta das 1h. A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), responsável pelo hospital, afirmou que não comenta morte de pacientes. O corpo do dançarino vai ser velado a partir das 16h30, no cemitério do Campo Santo, na Federação, na sala 07. O sepultamento acontece na quinta (18), às 10h.

Em nota, a FitDance lamentou a morte do instrutor e disse que prestou apoio à família do baiano desde sua internação. Confira:

"Amigo querido por todos, sempre com sorriso estampado no rosto e disposto a transmitir alegria e paz por meio da dança, Barata vai deixar muitas saudades. Ele era um exemplo para todos seja nas aulas, na hora de criar juntos nossas coreografias e/ou em eventos.

A FitDance, através de todos seus sócios, dançarinos e membros está acompanhando e prestando todo o suporte à família desde que a doença foi diagnosticada. Mobilizamos a comunidade para emanar as melhores energias positivas possíveis, assim como para oferecer toda a estrutura necessária para que ele tivesse um acompanhamento médico e familiar em excelência.

Mas, mesmo com o cuidado e atendimento de profissionais e hospitais especializados, como o Instituto Couto Maia (referência em tratamento de doenças do gênero), Barata não conseguiu vencer a doença, que, quando diagnosticada, já estava num estágio avançado.

 Prestamos, portanto, todas as nossas condolências aos familiares e amigos".

Veja também:

Dançarina da La Fúria é esfaqueada em Itapuã

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br