Galeria de fotos

Não perca!!

Bahia

Traição teria motivado atentado contra Elizabete Gonçalves, conhecida como 'Japinha ou Negra Japa' (Foto: Reprodução)
Traição teria motivado atentado contra Elizabete Gonçalves, conhecida como 'Japinha ou Negra Japa' (Foto: Reprodução)

Em um vídeo que circula nas redes sociais, uma mulher, sem mostrar o rosto, confessa ter esfaqueado a dançarina da banda La Fúria, Elizabete Gonçalves, conhecida como Japinha Negra Japa, na terça-feira, 16.

Nas imagens, a mulher indica a suposta cena do crime e diz que o fez porque Elizabete estava saindo com seu companheiro. “Esfaqueei a Japa, ó, esfaqueei a Japa. C*... meu macho, não quero nem saber. Talarica descarada”, esbraveja a mulher no vídeo.

Em áudios compartilhados, outra mulher também nega o roubo e revela ter presenciado o momento em que a dançarina foi atendida por agentes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levada à UPA de Itapuã.

“Foi assalto nada! Ela estava lá no condomínio, no Alto do Coqueirinho, dormindo com o cara. Ela foi flagrada na cama com o marido da outra”, diz um trecho do áudio.

Mesmo sem nenhum registro de ocorrência, a 12ª Delegacia Territorial (DT/Itapuã) investiga no caso. Segundo informações da Policial Civil, a perícia no local já foi solicitada e algumas pessoas intimadas para prestar depoimento.

Ainda de acordo com a polícia, as investigações estão adiantadas, mas os detalhes não foram divulgados para não atrapalhar o trabalho dos investigadores.

Elizabete foi internada no Hospital Municipal de Salvador (HMS), em Boca da Mata, em estado estável e sem previsão de alta – segundo informações da assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde.

O caso

Japinha foi levada à unidade de saúde, na tarde da terça, após ser esfaqueada no abdômen e ser encaminhada para atendimento de urgência.

A primeira versão que surgiu logo após o fato dava conta de que a dançarina teria sido ferida durante uma tentativa de roubo, em Itapuã.

Em seguida, outro relato ganhou força, depois que um vídeo e alguns áudios que negavam o suposto roubo foram compartilhados via WhatsApp.

Além de dançar no grupo desde 2017, Elizabete é  backing vocal (vocal de apoio) e fez dueto com o vocalista Bruno Magnata no hit "Manuel". Já a Lá Fúria ficou conhecida nacionalmente após o lançamento da música "Fábio Assunção".

Assistência

Em nota, a banda La Fúria confirmou o ocorrido com a dançarina e que ela se encontra em quadro estável.

“A produção está prestando total assistência a Elizabete e suporte a sua família neste momento difícil até a sua recuperação. O grupo pede a todos os seus fãs uma corrente de orações e agradece as demonstrações de carinho prestadas. Neste momento, o grupo está unido em função da recuperação de Elizabete e não se pronunciará mais sobre o episódio”, diz a nota.

Vídeo

Veja também:

Dançarina da La Fúria é esfaqueada em Itapuã

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br