Galeria de fotos

Não perca!!

Cidade

Jornalista e radialista Jane Silva (Foto: Reprodução)
Jornalista e radialista Jane Silva (Foto: Reprodução)

Picareta: “Instrumento que consiste em uma peça de ferro com duas pontas aguçadas, que se prende a um cabo de madeira e serve para escavar a terra, arrancar pedras etc.”.

Procurando nos dicionários da vida afora não encontramos, para o adjetivo usado pela jornalista e radialista Jane Silva, no desabafo que publicou em sua rede social (Facebook), dois dias antes do dia em que se comemora o Dia do Jornalista, 07 de Abril, contra “colegas” aos quais aponta como puxadores de tapete de quem trabalha honestamente, mas, afora pelo fato de que, em substituição à madeira aplicássemos “cara-de-pau”, e em lugar do ferro considerássemos “cara dura”, e trocássemos as ‘duas pontas aguçadas’ por “personalidade dupla ativa” não encontramos. Encontramos porem o adjetivo primo em primeiro grau do Picareta, o Mau-caráter.

Mau-caráter – que é “que ou quem tem um caráter mau; que ou quem é capaz de atos traiçoeiros; que ou quem não é pessoa confiável”; que, ao que nos fez parecer, teria sido o chapéu do adjetivo com a medida exata da cabeça dos que devem ter ‘feito o mal’ à comunicadora que, diga-se de passagem, goza de muito bom conceito não só entre a banda boa da comunicação da região como também entre as autoridades e celebridades locais, a concluir pelo desabafo visceral.

A jornalista, que naturalmente pela ética não dá nome aos bois, dispara ainda ‘no olho’ dos que acusa de querer o serviço de comunicação “de graça” - aliás nos quais se fôssemos botar chocalho a cidade não dormiria, sem considerarem os custos do investimento para o trabalho, de tão insatisfeita com a conduta de ‘colegas’ aos quais reprova, ameaça inclusive abandonar a comunicação social, profissão que domina há mais de 20 anos.

A comunicadora só não foi completamente feliz na manifestação por não ter considerado que não é banco de faculdade que forma o caráter do cidadão, mas a referência deste em Deus, conforme bem o invocou no último parágrafo do seu texto. Mas este portal se solidariza com a jornalista, com a publicação de seu desabafo em nossa página.

Íntegra:


Fazer comunicação com qualidade nem todos fazem. Pior é ver pessoas que sequer passaram por uma especialização no assunto, chegando no mercado e desqualificando o trabalho daqueles que já atuam.

Estou nesse ramo há duas décadas e confesso que estou disposta a "surfar em outra onda". Como se não bastasse, ainda tem alguns colegas que fazem de tudo para tentar denegrir a imagem do outro, plantam discórdia e tiram o sustento de quem precisa ganhar a vida honestamente. Definitivamente isso não é para mim.

Sei que alguém vai dizer que isso acontece em todo ramo profissional, que é comum, mas minha educação e caráter não permitem que eu faça isso com ninguém e muito menos aceite ficar em meio a inescrupulosos dizendo amém a tudo o que eles fazem.

E o que dizer daqueles que querem divulgação de graça? De alguns empresários, comerciantes e até políticos que pagam por um serviço e querem dez? Esquecem que para uma matéria escrita, em vídeo ou um simples spot de rádio ficarem prontos, envolve custos. Um vídeo institucional é mais caro ainda e mesmo assim não querem pagar o justo, estão sempre oferecendo menos, o que desqualifica o trabalho de um profissional e sua equipe. Literalmente não dá para trabalhar assim.

Deus não é egoísta, permite que o sol brilhe para todos, mas o ser humano insiste em ser o contrário. Mas como já ouvi algumas vezes: "se não está bom mude a direção, mude de ramo, mude de atitude, sinta novos ares. Há muito a ser desbravado lá fora".

Colegas picaretas e pessoas que querem serviço de comunicação de graça, #TôFora!

Veja também:

O poder também emana do povo - Usuários insatisfeitos protestam contra aumento da tarifa do transporte público em Camaçari

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br