Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Internacional

A normalidade reina nas primeiras horas deste sábado (11) no centro do Cairo, onde alguns estabelecimentos comerciais abriram suas portas apesar da convocação de uma greve geral para pedir a renúncia imediata da Junta Militar, no primeiro aniversário da queda do regime de Hosni Mubarak.

Várias mercearias, cafeterias e padarias recebiam clientes na manhã deste sábado, ignorando a convocação feita por grupos revolucionários, sindicatos e estudantes, segundo constatou a Agência Efe. Como em outros dias, o trânsito de veículos é intenso na ponte mais longa sobre o rio Nilo, a 6 de Outubro, que conecta diferentes bairros da capital.

A praça Tahrir, onde há dezenas de manifestantes acampados há semanas para pedir a renúncia do Conselho Supremo das Forças Armadas, também amanheceu tranquila e segue aberta à circulação de veículos. Na quarta-feira (9), a Junta Militar anunciou que desdobraria tropas e tanques como reforço em diferentes pontos do país "para manter a segurança pública, a privada e a dos edifícios estatais".

Estão convocadas para este sábado diversas concentrações de estudantes nas universidades e uma de trabalhadores na praça Tahrir.

Enquanto isso, há a expectativa de que seja retomado o julgamento contra Mubarak, seus dois filhos, Alá e Gamal, o ex-ministro do Interior Habib al-Adli e seis de seus assessores por sua suposta implicação no massacre de manifestantes durante a revolução. Mubarak, de 83 anos, deixou o poder após 18 dias de revoltas populares que puseram fim a três décadas de ditadura.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br